Love is in the air – O amor está no ar, mas espera aí! O amor sempre esteve e estará no ar enquanto houver pessoas nesse lindo planeta que chamamos de Terra. Ah, e como é bom amar, não é mesmo?

Entretanto temos que fortalecer esse sentimento todos os dias, pois caso contrário ele se esvai das nossas relações e aí ficamos preto e branco. Não que tenha algo contra o preto e branco, mas a vida é melhor quando está colorida, concorda?

As relações humanas são cheias de interações e quando estamos analisando os relacionamentos amorosos, isso fica muito mais intenso, pois naturalmente nossas relações são cheias de intimidade, ou seja, temos que tomar um cuidado dobrado com elas.

E o que você tem feito para garantir um relacionamento amoroso saudável em sua vida? Quando falo saudável estou querendo dizer maduro, cheio de interações positivas, conflitos que fazem a relação crescer e ir para um patamar melhor, cumplicidade, companheirismo, conversa franca, momentos de prazer a dois, doses de bom humor e novas descobertas juntos.

Venho pensando ultimamente muito nessas questões amorosas:

  • Como construímos nossos relacionamentos?
  • Em que nos baseamos para escolher o nosso par?
  • O que faz com que nos apaixonemos todos os dias novamente pela mesma pessoa?
  • O que faz um relacionamento ser saudável?

Cheguei a algumas conclusões que não são definitivas, mas que estão próximas do que de fato deveríamos prestar mais atenção quando estamos à busca do par ideal e ou queremos preservar o amor já conquistado.

Compartilho com vocês algumas dessas reflexões para entendermos se estamos indo bem na nossa jornada amorosa:

1. A Idealização do Par Ideal X Reciprocidade

A maioria das pessoas idealiza um par ideal, o que não tem nada de mal nisso, mas via de regra não nos perguntamos:

  • O que eu posso oferecer para o outro em troca do que estou exigindo?
  • Eu tenho todos os atributos que exijo do outro?
  • O quanto eu sou capaz de abrir mão das minhas expectativas em prol de outras qualidades que essa pessoa está me oferecendo?
  • Quantas concessões sou capaz de fazer em troca das concessões que o outro faz por mim?

Muitas vezes nossas expectativas estão além da realidade e isso vai corroendo nossos relacionamentos, pois queremos que o outro nos dê algo que muitas vezes nem verbalizamos para ele, e muito menos somos capazes de dar a mesma coisa.

Penso que ajustar nossa régua emocional é extremamente importante para que nossas expectativas não faça o relacionamento naufragar. Não vamos nutrir expectativas irreais!

2. Valores alinhados

Imagina que você é uma pessoa que acredita e tem uma vida pautada na espiritualidade e o seu par não acredita em nada e ainda acha ruim quando você dedica parte do seu tempo para isso. Agora, imagine tantas outras coisas que fazem parte da pessoa que você é, e a maioria delas não estão em consonância com a da outra pessoa.

Uma coisa é certa: quando nossos valores não estão alinhados com o nosso par, a tendência é que o relacionamento tenha muitos desentendimentos e chegue ao fim. Devemos ter muita atenção quanto essa questão, pois valores não mudam e fazem parte da nossa essência, e eles afastam ou aproximam pessoas.

Todas as vezes que temos nossos valores violados, nossa autoestima é golpeada. Portanto, amores saudáveis têm valores em comunhão.

3. Propósito de Vida X Parceria

Esse item tem muito a ver com o anterior, pois nossos valores naturalmente pautam nosso propósito de vida. Lógico que o seu propósito de vida não precisa ser igual ao do seu parceiro, mas para que o relacionamento possa ter longevidade um deverá apoiar o outro nas escolhas e nos caminhos.

Ser parceiro e acreditar no propósito do outro é vibrar com todas as conquistas!

4. Comportamentos X Adequação

Somos seres únicos e temos nosso perfil comportamental, hábitos, manias, preferências e é isso que nos torna especiais. Todos, sem exceção, temos qualidades e pontos para melhorar e evoluir. Os comportamentos fazem parte da nossa personalidade, assim como os valores, crenças, experiências, medos e educação.

Entretanto, o comportamento é a ponta do iceberg, porque todos estão vendo e não tem como esconder por muito tempo. É justamente nesse item que os relacionamentos começam, pois nos apaixonamos pelo que nós vemos, e não é só a aparência física, vemos também os comportamentos. Mas esses mesmos comportamentos ao longo da relação vão nos incomodar, pois temos o hábito de olhar para outro e não ver o outro, mas ver o que queremos que o outro seja (expectativa), e aí queremos que o outro mude, mas mudar o que se ele (ela) já era assim quando te conheceu? O que fazer então?

Acredito muito na transformação comportamental e não à toa lido com desenvolvimento humano há 20 anos. Entretanto penso que temos que avaliar melhor nossas escolhas antes de começarmos um relacionamento com alguém. É preciso avaliar o que damos conta de gerenciar no outro e em nós, e também de que forma podemos nos adaptar.

O outro não precisa ser seu clone, e sim, podemos nos relacionar e amar pessoas com comportamentos totalmente diferente dos nossos, pois comportamento é hábito e aprendemos e aperfeiçoamos comportamentos todos os dias: de forma consciente, quando recebemos feedback; ou inconsciente, quando começamos a não ter recompensas pelo comportamento.

É importante manter o canal de comunicação com o outro sempre aberto, para que possamos dizer o que nos incomoda, e se há algo que possa ser feito para que o comportamento não seja um empecilho intransponível para o sucesso do relacionamento.

E aí, tem feito essas reflexões? Eu tenho feito bastante, pois dessa vida levamos o que aprendemos e deixamos os sentimentos que causamos nos outros. E ainda quero AMAR muito e ser muito AMADA, afinal quem não quer?

E, por fim, lembrem-se: cada pessoa é um universo, então mergulhe no universo da pessoa que você escolheu para amar, pois se olharmos com bastante atenção iremos descobrir tantas coisas maravilhosas nela, e também deixe que o seu amado(a) mergulhe em seu universo sem ressalvas, joguinhos e medos irreais.

Sejamos integrais. Amemos todos os dias mais. E se é para amar, ame de verdade, ame valendo!

Feliz Dia dos Namorados!

Comentários