O processo de recrutamento e seleção (R&S) é crucial ao sucesso de qualquer empresa. Afinal, ele permite que gente talentosa faça parte do time de trabalho. Por isso mesmo, é preciso pensar na eficiência operacional e ter atenção ao tempo de contratação.

Você já parou para refletir sobre o tempo gasto na aquisição de novos talentos? Essa é uma importante métrica. Ela indica objetividade, eficiência e estratégia na gestão de pessoas.

Recentemente uma pesquisa constatou que o Brasil é o país em que os processos seletivos mais demoram para acontecer: 39,6 dias, em média.

Portanto, a questão que fica para refletirmos é: como ter um processo de R&S ágil e eficaz?

Reunimos uma série de dicas e informações sobre o assunto para você. Hoje, entenderá como reduzir o tempo de contratação na empresa. Então continue a leitura!

Análise do perfil comportamental

Há uma preocupação cada vez maior com a contratação de talentos com perfil comportamental adequado à equipe e à cultura de trabalho, o que é chamado de Fit Cultural. Para que essa análise seja ágil e acertada, é preciso de um bom sistema.

Muitos profissionais de RH ainda optam por usar formulários impressos para análise de perfil comportamental, o que custa muito tempo e geralmente apresenta erros de interpretação dos dados.

Com um sistema de análise de perfil comportamental, ambos os problemas poderão ser eliminados e o processo de contratação será mais ágil.

Monitoramento do tempo gasto na contratação

Primeiramente, é preciso diagnosticar o status quo. Significa que você terá de mensurar o tempo gasto em cada contratação, do preenchimento da Requisição de Pessoal (RP) até a efetivação do contrato de trabalho.

Há duas maneiras de fazer isso:

  • primeira: com a ajuda de um software específico para o R&S, que gera informações de forma automática;
  • segunda: avaliando manualmente o tempo médio investido, a começar do recebimento da RP pelo líder imediato.

Automatização do recrutamento e seleção

Muitos processos de RH, hoje, estão sendo automatizados. Segundo a Deloitte, 56% das empresas estão reformulando seus processos de RH para aproveitar ferramentas digitais, isso inclui as empresas brasileiras. Portanto, é preciso se atentar.

No R&S, há uma série de etapas que podem ser automatizadas, por exemplo, o recebimento da RP, a abertura de vagas, a triagem de currículos e a análise de perfil comportamental dos candidatos, garantindo processos mais ágeis e seguros.

Se ainda não é familiarizado com o tema, a automação significa a transição de um trabalho manual para o de uma máquina. Desse modo, muita coisa pode ser feita pelo próprio computador, facilitando a vida do profissional de RH.

Veiculação das vagas on-line

Muitos processos demoram para ser finalizados pela falta de candidatos com competências mínimas para a entrevista. Para mitigar esse problema, o ideal é divulgar as vagas pelos locais certos, especialmente os meios on-line.

Páginas de carreira, sites de emprego, redes sociais, sites de nicho. Esses são apenas alguns exemplos de meios digitais, que devem ser usados de acordo com o perfil de talento que deseja contratar. Assim, terá um processo mais estratégico e atraente.

Como pode observar até aqui, há uma série de dicas úteis para reduzir o tempo de contratação, aumentar a eficiência operacional do RH e a qualidade no R&S. Então não deixe de colocá-las em prática e colher grandes resultados em seu negócio.

Gostou do assunto? Aproveite para saber mais sobre a automação do recrutamento e seleção em sua empresa. Vamos lá!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook Grátis