A fim de aumentar seu nível de competitividade, as empresas precisam investir cada vez mais no desenvolvimento de seus colaboradores. Para isso acontecer, é necessário que os profissionais de Recursos Humanos e os gestores mapeiem a performance e o perfil dos funcionários, com o objetivo de identificar quais são os gaps de competência e traçar um plano de desenvolvimento para cada profissional.

Para te ajudar nessa tarefa, vamos falar sobre o que são gaps de competências, como identificá-los e de que forma agir para corrigi-los.

O que são gaps de competência?

Competências são um conjunto de habilidades e conhecimentos, sejam técnicos ou comportamentais, que um indivíduo possui.

Dentro de uma organização e em cada cargo são definidos um conjunto de competências essenciais para alcançar o resultado esperado pela empresa. O gap surge quando o profissional carece das competências essenciais exigidas para o bom desempenho da função por ele ocupada, o que dificulta o alcance do objetivo final do negócio.

Dessa forma, cabe ao RH e ao gestor identificar quais são as competências em falta tantos nas equipes quanto em cada colaborador e desenvolvê-las. O mapeamento do gap de competências também é importante para alinhar o processo de recrutamento e seleção, porque orienta o profissional de RH a buscar no mercado profissionais que possuem as competências em falta na empresa.

Como identificar os gaps de competência na equipe?

Mapeie as competências de que a empresa e que cada equipe precisam

É impossível identificar quais competências estão faltando entre os colaboradores de cada equipe se você não sabe quais são os objetivos da empresa e as competências necessárias para alcançá-los. Como consequência, não saberá quais são as competências requeridas para o desempenho de cada função.

Assim, o primeiro passo é realizar esse estudo. Feito isso, fica mais fácil identificar quais competências o RH e o gestor devem buscar em um profissional durante um processo seletivo, e quais competências precisam ser desenvolvidas em cada equipe e em cada colaborador.

Analise a descrição de cargos

Uma vez que as competências organizacionais e de cada cargo foram mapeadas, é importante analisar a descrição de cargos da empresa e revisá-la de acordo com o mapeamento feito anteriormente. Caso a empresa ainda não tenha descrição de cargos, esse é momento de desenvolvê-la.

Mapeie os seus colaboradores

Depois de identificar as competências de que o negócio precisa e revisar a descrição de cargos, é hora de conhecer as habilidades, os comportamentos e os conhecimentos que os seus colaboradores possuem.

Nesse momento, a tecnologia entra como aliada para diminuir ao máximo a interferência da subjetividade. Existem diversas ferramentas e softwares de mapeamento de competências que permitem esquematizar cada um dos colaboradores, cruzar o perfil deles com cargo que desempenham e, dessa forma, identificar quais são os gaps de competências.

Além disso, métricas de performance também podem e devem ser cruzadas com o conjunto de competências de cada colaborador, a fim de fazer uma análise mais assertiva.

Como corrigir o gap de competências?

O próximo passo depois de identificar um gap de competência da sua empresa é corrigi-lo.

Investir em treinamento e desenvolvimento é essencial, assim como personalizar as demandas de T&D de acordo com o gap de cada equipe ou departamento. Os treinamentos podem ser realizados por uma empresa especializada, porém, é mais vantajoso preparar e empoderar os gestores de cada área para promover essas capacitações.

É importante também que cada gestor realize periodicamente reuniões de feedback com cada liderado, juntamente com a construção de um plano de desenvolvimento individual. O líder deve auxiliar seus liderados a constatar os gaps e desenvolvê-los, além de acompanhar continuamente a evolução no desempenho de cada um.

Identificar gaps de competência da equipe é um importante processo, que traz diversas vantagens para a empresa, como a formação de talentos e o aumento da produtividade das equipes. Além disso, recrutamento de novos profissionais também se torna mais assertivo, contribuindo para a queda de rotatividade e redução dos custos com demissões.

Gostou do artigo e quer aprender um pouco mais sobre gestão de pessoas? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como este!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook Grátis