Nunca antes, na história deste país, tivemos tanta necessidade de uma liderança efetiva nas organizações, de qualquer tipo sejam públicas ou privadas, de qualquer porte, setor ou abrangência.

Parece que, nos momentos mais críticos de nossa história, o que nos salvou e nos conduziu a um patamar mais elevado de excelência e resultados foi justamente uma liderança adequada ao contexto, expressa por um comportamento eficaz, que vai além dos conhecimentos e habilidades como formadores da competência.

Precisamos dar um choque de competência em nosso país. Atitudes de Alta Performance, as que produzem resultados efetivos, são fruto dessa competência e cremos que ela só é maximizada através da gestão do comportamento. Como se faz gestão do comportamento? Para isso, a metodologia DISC surge como um excelente processo que possibilita entender e desenvolver os comportamentos necessários às Atitudes de Alta Performance, cada vez mais necessárias perante os desafios que se apresentam.

O que é a Metodologia DISC?

Essa metodologia foi criada na Universidade de Harvard, na década de 20, por um pesquisador americano chamado William Moulton Marston, e é consagrada internacionalmente desde então. Em síntese, essa metodologia nos ensina que existem 4 fatores comportamentais básicos: Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade.

A Dominância marca um estilo objetivo, direto, rápido, obstinado por resultados, assertivo e pouco paciente. A Influência sinaliza uma tendência ao relacionamento social, empático, comunicativo, otimista e expressivo. A EStabilidade pontua um estilo paciente, fleumático, amável, ouvinte, ponderador, com anseio por segurança. A Conformidade caracteriza uma tendência analítica, detalhista, perfeccionista, orientada por normas e procedimentos

Todos os indivíduos possuem esses 4 fatores. O que os diferencia uns dos outros é a intensidade de cada fator em seu comportamento. Cada perfil – e todo perfil representa um Talento específico – é representado por um gráfico em que a intensidade relativa de cada Fator DISC é apresentada. Fatores acima da linha média são altos e apresentam com força as características descritas. Fatores abaixo da linha média, contrariamente, representam uma baixa intensidade daquelas características.

O perfil dos líderes nacionais

Combinando a característica de cada fator, a ETALENT sintetizou uma classificação dos diversos perfis de líderes e chegou a 12 formatos básicos, que enfatizam uma ou outra tendência de comportamento. E qual a importância disso? Podemos listar, pelo menos, 7 pontos:

  • O Autoconhecimento permite um gerenciamento mais eficaz dos próprios talentos.
  • O conhecimento das próprias inclinações permitirá ao líder identificar seus pontos fortes e oportunidades de desenvolvimento, conscientizando-se de suas maiores áreas de dificuldade em contextos específicos de mercado e mesmo macroeconômicos.
  • A caracterização do seu estilo permitirá entender qual a melhor composição de sua equipe: que perfis o complementam (por serem diferentes do seu), que perfis o alavancam (por serem parecidos com o seu). Acaba aquela história de se contratar pessoas apenas porque se parecem com o gestor.
  • Entenderão melhor a composição do mapa de talentos de sua área ou da empresa, ou seja, qual concentração de perfis de cada Fator.
  • Saberão com propriedade os aspectos de automotivação e onde terá chances de apresentar um melhor desempenho.
  • Extrairão melhores resultados de suas equipes. Como costumamos dizer: “não há nada mais desigual do que tratar os desiguais igualmente”.
  • Compreenderão as adaptações necessárias, fontes de estresse, talentos naturais com foco, objetividade e adotando uma postura de verdadeira liderança contextualizada.

Você sabe qual o seu estilo de liderança?

A ETALENT e a HSM estão mapeando o perfil comportamental dos executivos que estarão presentes na HSM ExpoManagement 2015, o que permitirá que eles entendam quais os tipos de líder mais identificados com o seu próprio perfil. Todos os líderes são valiosos, de acordo com as situações. Selecionamos 3 tipos de cada fator. Vamos conhecê-los:

Líderes com Alta Dominância

  • Desbravador
  • Empreendedor
  • Direcionador

Líderes com Alta Influência

  • Comunicador
  • Gerenciador
  • Influenciador

Líderes com Alta Estabilidade

  • Acolhedor
  • Observador
  • Estruturador

Líderes com Alta Conformidade

  • Analisador
  • Regulador
  • Criterioso

Maiores detalhes sobre cada um desses talentos de liderança serão oportunamente divulgados.

Esperamos que este artigo inicie reflexão e sensibilização para a identificação de estilos de liderança, a importância da adequação comportamental na gestão dos talentos daqueles que possuem a incumbência de levar suas equipes, suas organizações, seu setor de atividade e a própria sociedade brasileira a um novo horizonte de desempenho. E que consiga superar os obstáculos e desafios que se avolumam à nossa frente no contexto Brasil. Como sabemos, nunca isso foi tão necessário e urgente.

Por Jorge Matos, presidente da ETALENT.

* Texto publicado originalmente no blog da HSM Educação Executiva.

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook Grátis