Se você vive no planeta Terra, certamente está sabendo da pandemia da COVID-19, que se tornou uma das maiores – senão a maior – da história. Diante desse cenário, autoridades de saúde no mundo inteiro adotaram medidas emergenciais drásticas para conter a contaminação o máximo possível. Assim, muitas empresas aderiram ao sistema de home office para seus colaboradores.

Nós, da ETALENT, estamos trabalhando remotamente. Mas entendemos que, para algumas pessoas, o trabalho remoto pode representar um desafio a mais, já que cada comportamento possui traços distintos. Seja como for, todos podem se beneficiar deste período e encontrar a melhor maneira para desempenhar suas tarefas. Então, vamos entender um pouco mais sobre cada um dos fatores e como tendem a se comportar nesse formato de trabalho.

Fator Dominância – D

Pessoas com a dominância como fator mais marcante em seu perfil tendem a ser aqueles que gostam de tomar a frente nas decisões importantes. Para eles, esse período está longe de parecer férias. Altamente direcionados para resultados, os dominantes podem experimentar momentos de frustração, pois os negócios em geral estão sofrendo com as restrições necessárias para impedir a maior disseminação do vírus. Alguns podem se incomodar bastante com os procedimentos de isolamento em home office. Mas isso não significa um tempo de inércia!

Como aproveitar este período?

Uma boa estratégia pode ser aproveitar o momento para investir no autoconhecimento. Avaliar a metodologia de trabalho atual e a própria atitude pode ser decisivo. Além disso, pode ser um excelente momento para investir no autodesenvolvimento. Podem utilizar esse tempo para aprender uma nova tecnologia ou idioma, ou mesmo para colocar novas ideias no papel. E, é claro, se estruturar para quando o período crítico passar, preparando novas propostas de negócio ou novas abordagens para o trabalho atual. Se são mais voltados à ação, podem ter uma oportunidade de reflexão e planejamento.  #autoconhecimento

Fator Influência – I

O trabalho remoto para as pessoas com esse fator preponderante pode trazer um desconforto a mais, a depender das condições. Em se tratando de isolamento, esses
indivíduos podem encontrar uma verdadeira barreira, uma vez que são relacionais e preferem trabalhar com outras pessoas, fisicamente próximas. Para muitas dessas pessoas, o contato virtual não basta e o isolamento social é um tormento.

Como aproveitar este período?

É um bom momento para usar tecnologia a seu favor, construindo networking mais estruturado, utilizando webmeeting para interagir com mais foco e frequência com colegas, líderes e potenciais clientes, sem “jogar conversa fora”. Publicar conteúdos, acompanhar podcasts sobre áreas de interesse e participar de webinars, entre outros. Além disso, é uma ótima oportunidade para melhorar suas habilidades relacionais – que já são fortes – assistindo a conferências como o TED Talks e HSM, por exemplo. #desenvolvimento

Fator Estabilidade – S

Para as pessoas que têm o fator estabilidade como principal, trabalhar de casa pode representar um desafio maior ou menor. Como são indivíduos que apreciam sua rotina e não veem como empecilho desempenhar atividades repetitivas, há dificuldade apenas se essa não for a prática normal desses indivíduos. Assim, para aqueles que já atuavam remotamente, o isolamento não representa, em teoria, um estresse a mais diretamente relacionado a esse fator comportamental.

Como aproveitar este período?

Por se tratar de um perfil com flexibilidade relativamente menor, já que são persistentes em suas trilhas e processos, podem variar o modo como fazem as coisas.
Podem se concentrar e testar novas soluções. Aprender novas ferramentas que lhes tragam mais flexibilidade também é um caminho útil. #foco

Fator Conformidade – C

Pessoas com alta conformidade, que tendem a ser altamente detalhistas e minuciosas, podem tirar grande proveito do formato home office. Por serem relativamente menos relacionais e mais voltadas para tarefas e regras, a depender do ambiente em que trabalham, estar em casa pode representar um aumento na sua produtividade, uma vez que haverá menos interações com colegas e interferências externas. Para os conformes, essa experiência pode ser não apenas prazerosa, como também relaxante.

Como aproveitar este período?

Pessoas com este perfil acentuado preferem que seus trabalhos sejam conferidos e verificados tantas vezes quantas forem possíveis. Assim, tendo maior foco na realização de suas tarefas, podem se sentir ainda mais seguros nas entregas e confiantes na qualidade dos resultados. #eficiência

Seja qual for o seu perfil comportamental, existe uma ou várias maneiras de ser produtivo e encontrar felicidade no trabalho remoto. Disciplina para quem precisa dela. Foco para quem tem a tendência de se dispersar com conversas. Aprendizado para ser mais flexível. Concentração e análise mais precisa das coisas.

O seu perfil se parece com algum dos apresentados acima? Quais são as suas dificuldades em trabalhar remotamente? Deixe o seu comentário!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário: