Atualmente, as empresas buscam por pessoas produtivas, capazes de enfrentar os desafios que lhes são propostos e de desenvolver habilidades para lidar com qualquer tipo de situação. Mas, para que isso ocorra, os colaboradores precisam que as organizações forneçam feedbacks sobre as suas performances no ambiente de trabalho. Diante desse contexto, um novo método de análise surgiu: a avaliação 360º.

Ela veio para mudar a concepção das empresas sobre o modo tradicional de avaliar o comportamento de seus trabalhadores. Sua importância se revela ao permitir que o funcionário receba feedbacks sobre o seu desempenho e os resultados produzidos a fim de se desenvolver pessoalmente e profissionalmente.

Se você quer entender melhor o conceito dessa ferramenta e saber como ela pode melhorar a avaliação de uma equipe, continue a leitura!

O que é a avaliação 360º?

O método de avaliação tradicional é realizado somente pelo superior direto, podendo ser muito subjetivo – se o líder tem ou teve algum atrito com o avaliado, por exemplo, poderia prejudicá-lo por meio de notas ou comentários desfavoráveis.

Por outro lado, essa subjetividade é quase nula na avaliação 360º, pois ela é formulada com base em diferentes informações vindas de vários avaliadores – supervisores, colegas e o próprio avaliado.

Além de suavizar a avaliação tendenciosa, são considerados não só os aspectos relativos ao próprio trabalhador, mas, também, às condições do ambiente de tarefas, as características organizacionais e fatores externos a ela. Isso permite conhecer toda a dinâmica que afeta o ambiente de trabalho e, consequentemente, o comportamento do trabalhador.

Quais são os benefícios?

A avaliação 360º permite que você desenvolva uma equipe mais eficiente por meio da motivação gerada com um método de avaliação mais abrangente e que também permite:

  • indicar o desempenho e auxiliar na tomada de decisão de recompensas;
  • identificar os pontos fortes e fracos de cada colaborador;
  • identificar as necessidades individuais e coletivas de treinamento;
  • melhorar a comunicação;
  • aumentar a confiança nos sistemas de avaliação;
  • permitir o estabelecimento de metas alcançáveis;
  • servir como parâmetro de medição;
  • diminuir a insatisfação e insegurança;
  • diminuir os aspectos subjetivos de avaliação.

Como aplicar e mensurar a avaliação 360º?

Alguns passos são importantes para a aplicação da avaliação 360º. Primeiramente, defina quais são as habilidades, os comportamentos e as competências que o trabalhador deve adquirir em cada cargo. Em seguida, informe-o sobre esses requisitos e treine-o para avaliar a si mesmo e os outros, sempre aprendendo a ouvir opiniões.

Deixe bem claro para todos que as informações contidas nas avaliações são confidenciais. Após a aplicação da avaliação, analise os dados e elabore um plano de desenvolvimento pessoal ou coletivo para suprir as dificuldades encontradas. Por fim, dê um retorno para o colaborador sobre as percepções da sua avaliação e informe os projetos para as melhorias necessárias.

O uso da avaliação 360º permite que a organização alcance resultados mais efetivos quanto ao desempenho de cada funcionário, deixando que façam uma autoavaliação para que entendam suas limitações e capacidades. O resultado dessa ferramenta é que a empresa poderá contar com o trabalho de profissionais que estão em constante desenvolvimento, como pessoas e como profissionais.

Com a aplicação periódica da avaliação 360º, a empresa e o funcionário podem avaliar e mensurar a evolução ou não do desempenho nas habilidades que necessitaram de melhorias. Quer saber mais sobre o assunto? Entenda agora mesmo um pouco mais sobre avaliação de desempenho!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook Grátis