Tivemos recentemente, aqui na ETALENT, uma palestra muito bacana sobre Neurolinguística e Aprendizado, nesse primeiro ciclo de temas relacionados ao Comportamento.

O palestrante Mário Braile, pós-graduado em Gestão de Negócios e certificado em diversas áreas reconhecidas – dentre elas a Neurolinguística e a Metodologia DISC -, abordou diversos ensinamentos e reflexões sobre o impacto da PNL no processo de aprendizado das pessoas.

Se você já realizou nossa Formação de Consultor DISC, não perca a oportunidade de participar das próximas atividades, ter acesso a conteúdos exclusivos e prêmios no ClubEtalent.

Pronto para conferir o que rolou? Então vamos lá!

As pessoas aprendem muito mais quando estão em estado emocional adequado

Quem nunca foi à aula da faculdade, workshop ou até mesmo reunião da empresa e percebeu que, devido a certas preocupações e estados emocionais negativos – como tristeza ou raiva – a atenção e absorção de conhecimento foi consideravelmente prejudicada?

Isso acontece porque o aprendizado ideal necessita de um direcionamento consistente dos nossos sentidos. Quando algum deles se ausenta parcial ou completamente no momento em que estamos aprendendo, o nível de informação devidamente absorvida decai.

A Programação Neurolinguística nos ajuda a compreender essa situação e a contorná-la. Por ser uma ciência que estuda a elaboração cerebral da linguagem – seja na compreensão, produção e abstração – em todas as suas formas (escrita, fala, gestual) e seus padrões, há alguns conceitos que devem ser considerados na hora de aplicá-la nos processos de ensino.

Isso inclui a capacitação dos profissionais de uma organização, prática crucial no desenvolvimento de talentos da empresa e na geração de resultados.

Emoção e Sentimento

Segundo Mário, a emoção é o resultado de um sentimento que assume significado específico. Se, por exemplo, alguém chama uma pessoa de “burra”, o pejorativo assume um significado de ofensa e diminuição para o receptor da mensagem – mesmo que a palavra, por si só, represente um animal.

O significado que damos aos nossos sentimentos e suas intensidades interferem diretamente na emoção resultante. Trabalhar e estimular sentimentos positivos durante o aprendizado, tendo cuidado com o que a linguagem possa significar para o receptor, será determinante na qualidade de aprendizado desejada.

Clique na imagem abaixo e veja os 5 elementos da PNL

os cinco elementos da programação neurolinguística - aprendizado

Cada um tem estilos de aprendizado diferentes. Equilíbrio é a chave para o sucesso

Em termos de aprendizado, Mário destacou que cada pessoa apresenta três sistemas representacionais: auditivo, cinestésico e visual.

aprendizado: sistema auditivoAuditivo

O indivíduo de predominância auditiva apresenta uma alta capacidade em compreender sons e associá-los a lógica e resolução de problemas. Por apreciar bons diálogos e discussões, lembra de conversas que aconteceram há anos atrás com facilidade.

Pessoas assim também apreciam músicas de altíssima qualidade, dando maior atenção às letras e ritmos, gravam nomes sem dificuldade e explicam oralmente com fluência.

aprendizado: sistema cinestésico Cinéstesico

Pessoas com esse tipo de sistema desenvolvido lidam com informações e experiências utilizando o atributo físico. O tato é muito importante: abraços, beijos, sentir o contato do seu corpo com as superfícies que a natureza oferece. Tudo isso é efetivo na sua forma de ver o mundo e aprender com ele.

Costumam ensinar através de comunicação gestual, preferem usar coisas novas na base da tentativa e erro e se importam com a sincronia entre dança e música. Movimento é a base de tudo para uma pessoa cinestésica.

aprendizado: sistema visualVisual

Uma pessoa com tendência a aprender visualmente tem facilidade em compreender e associar a beleza, a estética e suas formas aos conceitos trabalhados.

Geralmente fala de maneira rápida – o processamento de imagens em sua mente é incrível, como um filme. Precisa que “mostrem” as coisas de maneira bela e ordenada, já que sua memória fotográfica é ampla.

Ao escutar uma música, ela canta junto a letra (seja mentalmente ou em voz alta), visualizando imagens referentes à canção com vividez e clareza.

É importante frisar que todo mundo apresenta os três tipos de sistema funcionando. O que diferencia é que, em geral, um deles é mais desenvolvido e essencial no processo de aprendizado da pessoa.

Nesse caso, Mário alerta para buscarmos o equilíbrio entre os sistemas representacionais, desenvolvendo aquele que você considera mais sensível no momento.

Quer saber se você é uma pessoa visual, cinestésica ou auditiva? Baixe aqui o inventário e descubra!

Nosso cérebro apresenta diversas habilidades de aprendizado e prática

Se você estudou ou leu algo sobre neuroanatomia, já deve saber que o cérebro apresenta funções peculiares para cada “pedaço” de sua complexa estrutura.

Na famosa série Dr. House (2004-2012), há um episódio em que House (interpretado por Hugh Laurie) trata Patrick (interpretado por Dave Matthews, o mesmo da banda homônima), um pianista prodígio que, por sofrer um acidente na infância, teve seu hemisfério direito seriamente prejudicado e vive com limitações físico-mentais.

Sugerindo que o paciente passe por uma hemisferectomia, House avisa ao pai de Patrick – relutante pela cirurgia – que a operação, extremamente necessária para que o paciente melhore e recupere capacidades motoras simples, irá comprometer todo o talento musical do rapaz.

Isso acontece porque o nosso cérebro é programado para operar habilidades específicas de acordo com o hemisfério ativado – esquerdo ou direito.

os hemisférios do cérebro durante o aprendizado: racional e imaginativo

Enquanto o lado esquerdo representa uma capacidade racional, matemática e lógica, sendo responsável por processar linguagens, cálculos e memória, o lado direito é criativo, emocional e cinestésico. Ele é responsável pelas habilidades de reconhecimento espacial, imagético e de processamento musical.

As aptidões cerebrais

A PNL também fala sobre os modelos de aptidões cerebrais. Veja que algumas características estão diretamente ligadas aos fatores DISC. Um comportamento cuidadoso e organizador são típicos de pessoas com alta Conformidade e Estabilidade.

Já o Integrador, um dos 36 talentos da Pesquisa Talento Brasileiro, faz parte dos arquétipos da Alta Influência. Como você pode ver na imagem abaixo, trata-se de um talento diretamente ligado a parte superior direita de nosso cérebro.

aprendizado e os 4 modelos de aptidão cerebral

Ainda há bastante coisa a ser dita. Deixarei para abordar com maior carinho outros temas vistos na palestra – como Inteligências Múltiplas e Inteligência Emocional – nos próximos posts.

E lembre-se: A melhor maneira de aprender é ensinar!

Conheça mais sobre o trabalho de Mário Braile: www.linkedin.com/in/mariobraile  

Se você já fez a Formação Certificação DISC ETALENT, não deixe de participar do ClubEtalent! Cadastre-se aqui.

E caso tenha interesse em saber mais sobre nossas formações de consultores DISC, veja nosso calendário de treinamentos.

 

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário sobre o assunto.

Abraço!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook Grátis