Guia Completo Metodologia DISC

Recomendo fortemente a leitura da matéria da revista EXAME (Edição 1180, de 06/03/2019), A Reinvenção da Microsoft, sob a liderança do indiano Satya Nadella.

A reportagem aborda como a Microsoft ultrapassou a Apple em valor de mercado no mundo, num renascimento como poucas grandes empresas conseguem realizar. Como?

Com uma mudança sensível de mentalidade, humildade para aprender e reinventar-se, abandonar a arrogância, manter os valores ao mesmo tempo em que inova em propósito, foco, processos e produtos.

E isso significa mudar a cultura, ou seja, mudar comportamentos.

Sentido de propósito

Um trecho da entrevista de Nadella, o CEO que substituiu Steve Ballmer, é particularmente interessante:

EXAME: Por que a Microsoft precisava recuperar seu sentido de propósito?

NADELLA: Gosto de estudar o que faz as instituições durar no tempo. E, toda vez que penso sobre isso, vejo que as empresas mais duradouras têm a capacidade de manter seus valores e, ao mesmo tempo, questionar o status quo. A habilidade de fazer essas duas coisas é o que constrói a força de uma instituição.

Manter valores não se trata, aqui, de uma referência a tradições ultrapassadas, ou velhos métodos, mas a conceitos e filosofias de trabalho que podem e devem ser harmonizadas com um espírito questionador e de renovação.

Só com aprendizado contínuo se consegue isso.

Lembre-se ainda que aprender e não fazer é ainda não ter aprendido de fato.

Capacitar pessoas e empresas

Diego Rejtman, diretor da Microsoft Global University Recruiting, divisão que busca estudantes recém-formados no mundo inteiro, diz:

“Aqui, o importante não é que você seja legal. O importante é ajudar os outros a serem legais.”

Reflitamos por um instante o que isso quer dizer: competências socioemocionais, expressas por comportamentos identificados e trabalhados, de forma clara, objetiva e com trilhas bem traçadas de desenvolvimento, são componentes extremamente valorizados no mercado de trabalho de ponta.

E essenciais para organizações que pretendem não apenas sobreviver, mas alcançar novos patamares em excelência e competitividade.

Rejtaman relata também que “Antes, a missão da empresa era colocar um computador em cada mesa e em cada casa”. O objetivo agora é “capacitar pessoas e empresas do mundo a concretizar seu potencial.

Isso me soa bastante familiar, quando penso no Propósito Transformador Massivo da ETALENT: Alavancar pessoas e organizações através do comportamento.

Estamos no caminho certo. Cabe construi-lo a cada dia, aprendendo, praticando.

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário: