O Brasil está amadurecendo. A previsão é que daqui a 40 anos o país terá cerca de 60 milhões de idosos. A parcela dos que têm 65 anos ou mais aumentará dos atuais 9% para mais de 25% em 2060, conforme dados do IBGE. O aumento da longevidade com qualidade de vida permite o aproveitamento da terceira idade no mercado de trabalho.

Trabalhadores com idade avançada, apesar de estarem conquistando seu espaço no mercado por méritos, ainda lidam com dificuldades diárias, como a desconfiança, a falta de intimidade com soluções high tech e limitações físicas para atividades operacionais. Além disso, muitas empresas optam pela dispensa desse perfil de colaborador pelos altos custos com o plano de saúde.

Tratar a diversidade é essencial. Ao mostrar uma visão inclusiva e conduta respeitosa com as gerações mais velhas, a empresa ganha pontos perante seus clientes. Confira alguns motivos para manter ou inserir esse profissional na sua organização.

Menos afobação e imediatismo

Os jovens profissionais que ingressam no mercado de trabalho geralmente têm alta ansiedade em se desenvolver na carreira e empregam energia muitas vezes excessiva, o que acaba atrapalhando a execução das tarefas.

Profissionais mais experientes têm conhecimento de cultura organizacional, mais flexibilidade e maturidade para lidar com situações inéditas, além de saberem aguardar o momento certo de ascensão na empresa.

Mescla de talentos jovens e de terceira idade no mercado de trabalho

Ambientes com múltiplas gerações trazem benefícios aos negócios. Combinar a gana e a capacidade tecnológica dos novos profissionais com a paciência e o capital intelectual de funcionários mais rodados farão com que as atividades sejam mais completas.

Ao promover equipes de trabalho com gestões participativas, em que, por exemplo, os idosos não mais tenham tantas atividades executivas, mas sim consultivas, cada trabalhador terá sua contribuição otimizada.

Estimulo criativo por meio do compartilhamento de vivências

Quem nunca se deliciou com boas histórias contadas por seus avôs, vizinhos ou amigos em rodas de conversa? Quantas boas ideias não surgem dessa troca de experiências?

A partir do compartilhamento de acontecimentos já vividos por profissionais experientes, a criatividade será estimulada e muitos insights para situações atuais vão aparecer.

Profissionais mais velhos têm mais tendência a compartilhar o conhecimento e se tornarem bons mentores.

Entendimento de mercado

Uma vez que o percentual de idosos representa uma fatia cada vez maior da população, ter um representante dessa faixa etária na equipe de trabalho fará com que as organizações ampliem sua visão no momento da tomada de decisão, seja no desenvolvimento de produtos ou na definição de estratégias. Isso fará com que a empresa atenda melhor esse público.

Crença dos colaboradores no plano de carreira

Outro fator motivacional é que o colaborador com menos idade verá que a instituição mantém e valoriza seus talentos. Esse comportamento empresarial será um incentivo para que ele faça carreira dentro da organização.

O envelhecimento populacional não terá um impacto negativo nos negócios, basta que as empresas se preparem, se adéquem e entendam a melhor forma de aproveitar essa nova realidade, de pessoas ativas e produtivas em uma faixa etária mais avançada.

Gostou deste post? Que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais e ampliar o debate sobre a terceira idade no mercado de trabalho?

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook GrátisPowered by Rock Convert