Um CEO deve ter diversas habilidades comportamentais, afinal, ele é responsável por conduzir toda a empresa e tomar as decisões mais complexas. Algumas dessas características são naturais, outras precisam ser desenvolvidas.

Pensando nisso, criamos um guia. Hoje você vai descobrir as principais habilidades comportamentais que devem ser exigidas de um CEO. Boa leitura!

1. Capacidade de liderar pessoas

A liderança é uma habilidade que precisa ser desenvolvida, especialmente quando se fala no CEO da empresa. Se o topo da organização não sabe liderar, é provável que todos os outros níveis sejam prejudicados, diminuindo o desempenho dos demais profissionais e áreas.

Por essa razão, é importante que o executivo-chefe:

  • tenha uma postura exemplar no dia a dia;
  • não apenas diga o que deve ser feito;
  • saiba influenciar pessoas, engajá-las e inspirá-las;
  • possua um propósito claro, algo além do lucro.

2. Inteligência emocional (Quociente Emocional)

É cada vez maior o destaque dado à inteligência emocional. E não seria para menos, executivos que possuem essa habilidade conseguem fazer boas escolhas, mesmo nos momentos mais complexos, como: uma crise financeira ou perca de participação no mercado, por exemplo.

Segundo Daniel Goleman, psicólogo e autoridade mundial no assunto, essa habilidade subdivide-se em cinco principais características:

  • empatia;
  • automotivação;
  • habilidades sociais;
  • controle emocional;
  • autoconsciência.

3. Eficácia analítica e contextual

Tudo está acontecendo de forma mais rápida. Hoje, o ciclo de vida dos produtos está mais curto, bem como o período entre a ascensão e declínio das organizações. Todas essas variáveis geram um imenso volume de dados, que devem ser analisados.

Por essa razão, a capacidade de analisar o contexto (também chamada de inteligência contextual) deve ser exigida. Nesse sentido, é importante que o diretor-executivo:

  • saiba lidar com um grande volume de dados;
  • seja rápido em estruturar seus pensamentos;
  • saiba analisar os prós e contras, de forma intuitiva, para tomar decisões;
  • observe continuamente as variáveis internas e externas do negócio.

4. Aptidão para negociações complexas

Como dito, o CEO é o mais alto cargo de uma empresa, por isso é convencional que as negociações mais importantes e complexas passem por ele. Nesse nível, é possível falar de fusões e aquisições, parcerias estratégicas e entradas de novos mercados.

Por essa razão, é preciso que:

  • busque sempre um resultado ganha/ganha;
  • não veja os clientes como uma única transação financeira;
  • tenha uma habilidade nítida para falar e ouvir;
  • saiba fazer as perguntas certas e no momento certo.

5. Habilidades interpessoais (ou sociais)

Para finalizar, é preciso que o diretor-executivo seja bom com pessoas, afinal, delas depende para que os objetivos organizacionais sejam alcançados. A realidade é que, atualmente, o maior diferencial competitivo de um negócio está em seus próprios talentos.

Nesse item, é possível falar sobre a capacidade de:

  • criar vínculos duradouros;
  • solucionar conflitos interpessoais internos;
  • comunicar-se adequadamente com as equipes;
  • indicar o caminho a ser seguido por todos.

Veja, agora você está por dentro do assunto! Lembre-se sempre dessas habilidades comportamentais que são exigidas em um CEO. Para identificá-las com maior eficiência, pode-se contar com a ajuda de um sistema de análise de perfil comportamental.

Se você quiser se aprofundar no assunto, recomendamos ainda a leitura da Pesquisa Talentos da Liderança Nacional, realizada recentemente pela ETALENT. Clique aqui e faça download gratuito do ebook que apresenta os principais resultados desta pesquisa.

Gostou do conteúdo? Então aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais. Desse modo, seus amigos também ficarão por dentro do tema. Vamos lá!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook Grátis