O processo de recrutamento e seleção é uma das principais etapas da gestão de pessoas. Ele deve garantir que ótimos profissionais integrem o quadro de funcionários. A questão é: como reduzir custos do processo de seleção sem perder a qualidade?

Há algumas estratégias que podem ser utilizadas, como criar uma marca empregadora para reduzir despesas com o recrutamento. Ou, ainda, contar com tecnologias que otimizem a velocidade e a eficiência dos profissionais envolvidos.

Neste post, reunimos uma série de informações e traduzimos tudo em dicas para você reduzir os custos do processo de seleção na empresa. Acompanhe!

Conte com a tecnologia a seu favor

A tecnologia permite que as diversas etapas ocorram com maior rapidez e que os erros sejam menores, aumentando a eficiência operacional e reduzindo os custos. Então, é necessário encontrar e aplicar boas ferramentas tecnológicas na seleção.

Com uma plataforma de análise de perfil comportamental, por exemplo, é possível reduzir as horas gastas com aplicação de testes e questionários impressos, estruturação e análise dos resultados. O próprio sistema realiza tudo de maneira automatizada, em menor tempo.

Transforme sua marca em uma employer branding

Logo que uma vaga aparece, é comum iniciar um processo de recrutamento que depende de anúncios, divulgação em mídias sociais e sites de emprego – estratégias que podem gerar custos extras ao processo de seleção.

Quando há uma forte marca empregadora, eficaz para atrair talentos, esses custos podem ser reduzidos significativamente. Os próprios talentos vão atrás da empresa, enviam seus currículos e buscam pela página de carreiras oficial da empresa.

Comece pelos talentos que já estão na empresa

Se o intuito é reduzir custos, aproveitar os talentos que já fazem parte do quadro de funcionários é uma ótima oportunidade. A seleção interna é um processo mais rápido e simples, afinal, você já conhece os profissionais da empresa.

Há menores riscos após a seleção. Como o talento já está acostumado com a empresa, com os líderes e com os colegas de trabalho, as chances de um desligamento precoce são bem menores – resultando, também, em menores gastos com desligamentos.

Realize diversas etapas em um único dia

Em algumas empresas, cada etapa da seleção (dinâmica, entrevista, teste etc.) é feita em um dia diferente. Isso oferece maior flexibilidade, porém, implica em perda de tempo, produtividade e, por consequência, dinheiro para o RH.

Aproveite para realizar as diversas etapas presenciais em um ou dois dias. Assim você pode se concentrar na seleção e otimizar o tempo gasto no processo. Para tanto, é preciso de um bom planejamento e um cronograma das atividades.

Estabeleça um teto de gastos no início do processo

Antes de iniciar o processo seletivo, estipule de forma arbitrária um teto de gastos. Tome nota do máximo que deseja gastar, assim você poderá gerenciar melhor as saídas, usar a criatividade e ter uma noção nítida dos limites de gastos.

O limite de gastos vai depender muito de cada empresa, do nível do recrutamento (se é para um gerente ou operário, por exemplo) e do número de vagas que precisam ser preenchidas. Leve tudo em consideração e estabeleça um limite à conta do RH.

Como pudemos observar, há diversas dicas eficazes para reduzir custos do processo de seleção. Ao aplicá-las, você poderá aproveitar melhor o orçamento do RH e investir em outras tarefas estratégicas, como o treinamento ou a avaliação do time.

E ai, gostou do conteúdo? Agora aproveite para descobrir como garantir ainda mais eficiência nos seus processos de recursos humanos!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook GrátisPowered by Rock Convert