Recrutamento, seleção, avaliação, treinamento… São diversos os processos de recursos humanos a serem executados na empresa. Todavia, a falta de eficiência operacional pode colocar tudo a perder, desperdiçando tempo, energia e dinheiro.

Por causa disso, é importante conhecer algumas dicas para garantir mais eficiência, como manter a organização diária, estruturar equipes de alta performance e implementar novas tecnologias, que são ações que podem fazer toda a diferença.

Pensando em tudo isso, elaboramos um artigo para você. Nele, será possível descobrir como otimizar os processos de recursos humanos, tornando-os mais ágeis, pontuais e eficazes. Continue conosco e fique por dentro do assunto. Boa leitura!

Contrate pessoas especializadas e talentosas

Em primeiro lugar, é necessário atrair gente talentosa para a área de RH. Profissionais acima da média entregam melhores resultados, logo, garantem mais eficiência aos processos diários de recursos humanos.

Há diversas ferramentas usadas para a atração de talentos, uma das mais eficazes é a construção da marca empregadora, que consiste em desenvolver a imagem da empresa – por meio de ferramentas de endomarketing – para atrair os talentos que estão no mercado, engajando-os a fazer parte do time.

Existem outras ferramentas e práticas que podem ser usadas para contratar pessoas especializadas. É muito importante, por exemplo, “filtrar” os profissionais que apresentam o perfil comportamental mais adequado para integrar o quadro de trabalho.

Estruture times de alta performance

Existem equipes e existem times de alta performance. Se a sua intenção é fazer trabalhos rotineiros, equipes bastam. Se o intuito é atingir resultados fora da curva, como a otimização dos processos, precisa-se de um verdadeiro time.

O primeiro passo para a construção de times de alta performance é a atração de gente talentosa, como explicado no tópico anterior. Em seguida, é preciso estruturar essas pessoas com eficiência. Deve-se conhecer os indivíduos e identificar as suas habilidades e o perfil comportamental, objetivando agrupá-los com eficácia.

Por fim, é preciso de um líder exemplar – que entregue resultados pessoalmente – e que seja focado em processos – metas, prazos, indicadores etc. Dessa forma, o time terá diligência, e melhores resultados serão obtidos.

Conte com um sistema de gestão do comportamento

Como se pode observar nos exemplos anteriores, conhecer o perfil dos profissionais é essencial para recrutar, estruturar e gerenciar equipes de alta performance. Essa é a proposta do Etalent Pro, um sistema especializado na gestão do comportamento de pessoas.

O sistema oferece diversas funcionalidades. É possível, por exemplo, arquitetar os cargos de acordo com as necessidades da organização, definindo o conjunto dos comportamentos desejados. Depois, cruzar essas informações com os valores, os comportamentos e as competências do atual ocupante ou candidato à vaga.

Também pode-se fazer um diagnóstico dos profissionais ou equipes por meio do seu perfil comportamental, gerando gráficos com base na metodologia DISC. Logo, será possível definir os melhores treinamentos, os profissionais que precisam ser realocados ou recompensados e, até mesmo, removidos de determinado cargo.

Melhore a comunicação interna empresarial

Por muito tempo, focou-se na comunicação com o público externo, em especial os clientes, para engajar decisões de compras. Hoje, no entanto, sabe-se que a comunicação dentro da organização é essencial para a eficiência dos processos.

Uma boa comunicação elimina uma série de erros operacionais, aumenta o alinhamento dos profissionais e mitiga as conversas paralelas, melhorando o clima organizacional e os resultados em geral. Por isso, é preciso se comunicar.

Existem diversas ferramentas que podem ajudar no diálogo, como murais de recados, TV corporativa ou redes sociais. A definição da melhor ferramenta vai variar de acordo com o time, a cultura organizacional e o orçamento disponível.

Mantenha a organização diária

Um local de trabalho bem organizado oferece maior facilidade para que as equipes de funcionários realizem suas atividades com rapidez e eficiência. Isso pode ser traduzido em maior qualidade, produtividade e eficácia operacional.

Há diversas ferramentas que facilitam a organização do ambiente de trabalho – a mais conhecida é o sistema dos 5S. Consiste, na realidade, em cinco sensos de origem japonesa: senso de utilização, senso de organização, senso de limpeza, senso de padronização e senso de disciplina.

O 5S deve ser aplicado em equipe, garantindo que todos estejam envolvidos e comprometidos com o processo. Logo, será possível descartar o que não serve, padronizar o trabalho e, com autodisciplina, manter a ordem no RH.

Acompanhe os indicadores-chave de desempenho

O uso de indicadores-chave de desempenho é cada vez mais comum nos setores de RH. Com eles, pode-se entender com clareza o que está acontecendo na empresa, quais resultados são adequados e o que precisa ser melhorado.

Se o intuito é otimizar os processos de recursos humanos, um importante passo é definir os indicadores-chave que serão usados. É possível que eles estejam relacionados à atividade de recrutamento e seleção, treinamento dos funcionários, assiduidade, turnover e produtividade ao longo do expediente.

Aproveitando os indicadores, é possível iniciar um modelo de gestão à vista. Consiste em deixar os indicadores disponíveis em painéis dentro da organização, assim os funcionários podem ver, por conta própria, o que precisa de melhorias.

Invista em programas de melhoria contínua

Para finalizar, precisa-se destacar a importância de investir em programas de melhoria contínua. Eles permitem que os erros já cometidos sejam fonte de aprendizagem e crescimento para o setor e os profissionais envolvidos.

A base da melhoria contínua é o ciclo PDCA, um acrônimo de quatro palavras do inglês (Plan, Do, Check e Act). Significa, primeiro, planejar o que deve ser feito (Plan), depois, executar (Do), avaliar os resultados obtidos (Check) e agir no sentido de padronizar ou encontrar uma nova solução (Act).

O ciclo PDCA pode ser aplicado em qualquer processo dentro da empresa, permitindo que evolua de forma contínua. Dessa forma, é possível aumentar a qualidade e os resultados alcançados e mitigar o número de recursos.

Veja, agora você está por dentro do assunto! É possível garantir mais eficiência aos processos de recursos humanos ao investir nos profissionais, conhecer seus perfis comportamentais e implementar novas tecnologias e processos ao RH. No final, será possível se sobressair e beneficiar o negócio como um todo.

Gostou do conteúdo? Aproveite para conhecer o sistema de gestão do comportamento Etalent Pro. Com ele, é possível criar e gerenciar cargos, conhecer melhor as equipes e aumentar a eficácia da gestão de RH. Vamos lá!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook GrátisPowered by Rock Convert