Guia Completo Metodologia DISC

Arquitetar uma equipe de alta performance é o primeiro passo para atingir resultados melhores do que a média. Apenas com profissionais entusiasmados, competentes e alinhados, é possível crescer e se destacar da concorrência.

No entanto, há uma grande dúvida: como criar verdadeiros times de trabalho? Existe uma série de táticas que podem ser usadas, como estabelecer metas desafiadoras, investir em programas de treinamento e recompensar pelos resultados apresentados.

Sabemos da importância do assunto, por isso elaboramos um conteúdo especial para você. A seguir, vamos ver como criar equipes de alta performance. Boa leitura!

Contrate as pessoas certas para as vagas certas

A formação de qualquer equipe começa com o recrutamento e a seleção, então é preciso “caprichar” no processo e garantir que verdadeiros talentos façam parte da empresa.

O ideal é não contratar um profissional apenas por seus conhecimentos e suas habilidades, ainda que sejam aspectos importantes. Também é fundamental considerar seu comportamento.

Isto é, as competências comportamentais que apresenta ao longo do expediente de trabalho. Para tanto, a recomendação é contar com uma plataforma de análise e gestão do comportamento. Assim, além de conhecer melhor os talentos, é possível desenvolvê-los.

Atue como um líder de alta performance

Muitas vezes, as ações de uma equipe são reflexos do seu líder. Logo, se ele atua sem entusiasmo, é muito difícil que o time entregue resultados fora da curva.

Nesse sentido, o líder deve buscar ser o exemplo diário e atuar com elevados padrões. Ele precisa se comprometer com os resultados pessoalmente, abraçar os valores da empresa e respeitar os horários de entrada e saída, além de manter um aprimoramento contínuo.

Construa uma cultura de meritocracia

Reconhecer e recompensar os profissionais por suas entregas, não pelo grau de afinidade: esse é o cerne da cultura de meritocracia. Na atualidade, trata-se também de um dos fatores que mais engajam os talentos.

Por isso, para montar uma equipe de alta performance, estabeleça metas inteligentes e recompensas – salariais, premiações ou de carreira – que sejam desejadas. Não recompense um profissional por proximidade ou afinidade, afinal isso não garante o crescimento da organização (muito pelo contrário).

Estabeleça metas desafiadoras para equipe de alta performance

Não basta ter metas: elas precisam ser desafiadoras. Na atualidade, há muitas empresas com metas de pouco impacto, que não modificam o status quo do negócio nem levam seus talentos ao crescimento.

Portanto, crie pontos palpáveis e condizentes com a realidade da empresa, mas que também impulsionem os profissionais ao crescimento e à melhoria.

Nesse sentido, um dos padrões mais conhecidos é o SMART. Trata-se de um acrônimo de cinco palavras do inglês, que consiste em estabelecer metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais.

Invista no Treinamento e Desenvolvimento

A capacitação dos colaboradores é a base para a alta performance. Sem isso, fica muito difícil que um profissional (ou equipe) realize suas tarefas adequadamente, uma vez que sempre existirão “pontas soltas” a serem reparadas.

Então, invista em programas de treinamento e desenvolvimento – abertos ou In Company, desde que sejam realizados por instrutores qualificados. Assim, todos os profissionais poderão crescer, atuar com um maior alinhamento e entregar os resultados demandados.

Conheça os principais erros que comprometem uma equipe de alta performance

Alguns comportamentos podem ser prejudiciais a quem deseja criar uma equipe de alta performance. Por isso, separamos a seguir os erros que costumam acontecer no processo, para que você esteja preparado e saiba como evitá-los.

Não realizar uma análise comportamental da equipe

Não considerar o comportamento de cada membro do time é uma atitude que pode atrapalhar o alcance de bons resultados. Ao fazer uma boa gestão de comportamento, a empresa consegue identificar quais atributos o profissional precisa desenvolver para melhorar sua performance naquela função.

Além disso, a estratégia pode ser positiva para o recrutamento externo, possibilitando a seleção de candidatos com características comportamentais mais alinhadas ao cargo. Como resultado, as equipes se tornarão mais produtivas e motivadas.

Esse processo pode ser conduzido com o auxílio de softwares específicos, que realizam um diagnóstico do desempenho das equipes e mapeiam os talentos da empresa. Isso ajudará a definir as melhores estratégias em busca da evolução dos profissionais.

Negligenciar a análise de desempenho dos colaboradores

Deixar a análise de desempenho de lado é um erro grave para a produtividade da equipe. É necessário avaliar os pontos fortes e fracos dos colaboradores, acompanhando o desempenho de cada um deles.

Para tanto, recomenda-se recorrer a métodos como a autoavaliação, a avaliação do gestor ou a avaliação 360 graus. Só assim será possível auxiliá-los no desenvolvimento e na evolução profissional, além de garantir melhores resultados à empresa no futuro.

Deixar de dar atenção ao clima organizacional

O clima organizacional é um fator significativo para todo negócio. Um ambiente de trabalho negativo, com insatisfação, fofoca ou concorrência desleal, prejudica a motivação e a produtividade dos colaboradores.

Para ter uma equipe de alta performance, uma das dicas é dar atenção ao clima organizacional. Observe o comportamento do time, faça pesquisas e abra canais para receber feedbacks ou avaliar o nível de satisfação dos funcionários com o trabalho. Dessa forma, você poderá adotar estratégias para resolver a situação.

Não delegar tarefas

falta de autonomia pode resultar em desmotivação e queda na produtividade. Sendo assim, é importante que o gestor tenha confiança para delegar tarefas e responsabilidades, além de incentivar o trabalho em equipe.

Cada profissional apresenta determinadas características e, junto aos demais, pode contribuir ativamente para o sucesso de um projeto. Dessa forma, as chances de encontrar soluções diversas para um problema são maiores, já que haverá uma troca de informação com pessoas de diferentes idades, perfis, formações etc.

Desconsiderar o talento de cada profissional

Aproveitar o melhor de cada profissional é uma atitude imprescindível ao desempenho de toda a equipe. Delegar tarefas mais analíticas a quem tem um perfil comunicativo ou criativo, por exemplo, pode atrasar o andamento das atividades.

Portanto, avalie os comportamentos, os conhecimentos e as habilidades e os perfis dos membros do time, além de procurar delegar as responsabilidades às pessoas certas.

Mesmo que o colaborador já esteja acostumado com aquela função, incentive-o a sair da zona de conforto e executar atividades diferenciadas, que estejam de acordo com seus talentos.

Essas são as principais dicas para alcançar uma equipe de alta performance. Ao aplicá-las, será possível melhorar o desempenho dos profissionais e potencializar os resultados da empresa.

No final, todo o negócio vai ser beneficiado, pois se tornará mais próspero, lucrativo e atraente no mercado.

Gostou do conteúdo? Que tal aproveitar para compartilhá-lo em suas redes sociais? Vamos lá!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário: