Não é novidade o fato de que contratações equivocadas podem causar prejuízos e impactar negativamente na produtividade de uma equipe, não é mesmo? Porém, nem todo mundo sabe como a cultura organizacional pode influenciar positivamente na hora da contratação, tornando-a acertada e garantindo o sucesso da empresa.

Contemplar os aspectos da cultura organizacional de um time no momento do processo seletivo é uma forma de alinhar as expectativas do profissional às da empresa, assegurando a formação de uma equipe de alta performance.

No artigo de hoje, esclarecemos como funciona essa relação entre a cultura organizacional e o processo de recrutamento e seleção, apontando seus principais benefícios. Confira!

Contratações honestas

Um processo seletivo que se pauta na cultura organizacional é benéfico tanto para a empresa, pois vai contratar pessoas com o perfil certo, quanto para os candidatos, que estarão cientes sobre como a empresa surgiu e onde pretende chegar, por que ela existe, quais são seus princípios e valores, além de que caminhos vai seguir na trajetória em busca dos objetivos estabelecidos.

Dessa forma, o profissional será capaz de começar seu trabalho na organização já entendendo suas funções, sua rotina e de que forma deve agir.

É importante dizer que a ideia de cultura organizacional não diz respeito a funcionários abrindo mão do que acreditam para acreditar no que a empresa impõe, mas sim a uma reunião de perfis que acreditam em um mesmo ideal.

A contratação honesta traz um colaborador que entende e compartilha os princípios e valores de sua empresa, conseguindo se adaptar facilmente e se tornando um reflexo dela.

Menos conflitos

A cultura organizacional tem o importante papel de prevenção de conflitos dentro da empresa. Quando um colaborador é integrado ao time já sabendo das metas, dos objetivos e das expectativas, há uma redução no número de possíveis conflitos.

Quando funcionários de uma equipe não entendem bem seus papéis, podem ocorrer desentendimentos sobre funções e responsabilidades.

Por outro lado, quando os membros estão em sintonia quanto à cultura organizacional, o ambiente se torna mais produtivo, mais objetivo e mais satisfatório para todos.

Maior identificação

É muito mais fácil colocar em prática aquilo que se conhece com clareza, especialmente se há identificação e sensação de pertencimento.

Quando um profissional é contratado para trabalhar com o que acredita, ele logo consegue se sentir parte da equipe e se torna motivado e, consequentemente, engajado.

Isso certamente provocará realização profissional, logo, renderá mais produtividade e bons resultados para a organização.

Para que isto ocorra, é essencial que, durante o processo de seleção, o recrutador avalie não apenas conhecimentos técnicos e experiências anteriores, mas competências e habilidades que traduzam a cultura da empresa.

Características como inteligência emocional, proatividade, resiliência e orientação para resultados são algumas das que permitem perceber o grau de identificação de um candidato e sua possível aderência àquela cultura.

Se você gostou de entender melhor sobre a importância da cultura organizacional nos processos seletivos, curta nossa página no Facebook e fique por dentro de tudo o que falamos por aqui!

Compartilhe com seus amigos:


Deixe seu comentário:

Como encontrar o melhor candidato para sua vaga | Ebook Grátis