Responsável por encontrar os talentos ideais para cada cargo, o setor de Recrutamento e Seleção é, sem dúvida, um dos mais importantes de uma empresa. Quando a pessoa mais adequada para a atividade é contratada, os processos fluem melhor, a produtividade aumenta e a organização trilha rumo ao sucesso.

E, para que isso aconteça, não há segredos: é preciso fazer uma boa seleção, o que envolve o uso de técnicas de recrutamento para encontrar os melhores candidatos.

Por este motivo, as empresas estão investindo, cada vez mais em processos automatizados para o recrutamento e seleção de pessoas, tendo como objetivos facilitar e melhorar as condições de trabalho no setor de Recursos Humanos.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para você. Hoje, vamos te mostrar como fazer um recrutamento bem estruturado e eficaz para ter sucesso nas contratações.

 

Como realizar processos de R&S bem estruturados?

A Atração de Talentos deveria focar no comportamento, pois é mais difícil mudá-lo do que ensinar novos conhecimentos

Atualmente, as organizações têm valorizado cada vez mais seus colaboradores, com premiações e treinamentos, entre outras estratégias, com a intenção de reter os talentos e reduzir a taxa de turnover. Contudo, para que isso ocorra, é necessário desenvolver processo de recrutamento e seleção planejado e estruturado.

Além de investir na gestão do comportamento, existem diversas técnicas que podem ser utilizadas para avaliar a adequação dos profissionais frente aos desafios da função, aos objetivos e à cultura da organização.

 

Anúncio de vagas

Se antes os anúncios ficavam restritos aos murais de emprego e bancos de vagas, hoje essa divulgação é bastante ampla. A tecnologia e as mídias sociais têm colaborado bastante na divulgação das oportunidades de trabalho.

Os recrutadores utilizam o meio virtual e redes sociais, como LinkedIn, para ampliar o alcance das suas vagas e, consequentemente, aumentar as chances de encontrar os melhores candidatos. E todos saem ganhando, os profissionais de todas as áreas e as equipe de Recursos Humanos.

Planeje a vaga

Com a pulverização dos anúncios de emprego pela rede, o número de inscritos em uma vaga hoje facilmente chega a milhares. Com tantos candidatos, encontrar os melhores profissionais, é preciso elaborar uma boa descrição do cargo e realizar uma divulgação transparente. Por isso, inclua informações sobre as principais atividades a serem realizadas, os pré-requisitos básicos, a região e o horário de trabalho, os benefícios, entre outras informações. Dessa forma, você conseguirá alinhar o escopo da vaga com as expectativas dos candidatos e atrair aqueles que tenham real interesse em se candidatar.

Análise de currículos

Com o recebimento dos currículos, é muito importante que o profissional encarregado pelo recrutamento tenha clareza sobre a vaga em aberto e o perfil profissional que corresponde a ela.

Para desenhar o perfil desejado para o cargo em questão, é necessária a colaboração do gestor que será responsável pelo futuro ocupante da vaga. Algumas características, como conhecimentos técnicos e competências comportamentais, são essenciais para fazer a triagem e eliminar os currículos que não se enquadram no perfil.

Além disso, você pode utilizar softwares de recrutamento para realizar essa tarefa de forma automática, de acordo com filtros estabelecidos previamente. Uma das mais conhecidas e utilizadas plataformas de ATS (Applicant Tracking System ou Sistema de Rastreamento de Candidatos) no Brasil é a Vagas.com, que é parceira da ETALENT.

Análise comportamental

Se é mais difícil mudar o comportamento do que aprender novos conhecimentos, certamente é mais razoável fazer o recrutamento identificando aquelas pessoas com maior nível de adequação comportamental com a vaga.

Conhecer o perfil comportamental desejado para a vaga e conseguir identificar se o candidato apresenta essas características é um passo importante para acertar na contratação. Dessa forma, você aumenta as chances do alinhamento do profissional com as atividades da função, a equipe, o gestor e os valores organizacionais.

Esse processo pode ser feito por entrevistas e testes – e a tecnologia é uma ótima aliada nessa missão. Com o uso de softwares de análise comportamental, é possível definir o perfil da vaga e cruzar com os dados dos candidatos para identificar quais são os mais adequados à função.

Além disso, o Etalent PRO oferece dados comportamentais precisos para a condução das etapas de entrevistas e dinâmicas de grupo com mais facilidade e assertividade.

Dinâmicas de grupo

Essa técnica de seleção permite a avaliação e a análise de aspectos comportamentais. Quando bem desenvolvida, as atividades em grupo contribuem para que a contratação seja bem-sucedida, ajudando a encontrar o profissional mais adequado à função.

Com as dinâmicas de grupo, é possível identificar como a pessoa se comporta diante de desafios e avaliar seu desempenho em atividades que envolvam trabalho em equipe, habilidades de liderança, comunicação, organização, criatividade, foco, flexibilidade, entre outras características.

Testes de habilidades

Outra técnica de seleção são os testes de habilidades. Eles são eficientes para identificar se o candidato apresenta os conhecimentos necessários para o cargo.

Os testes variam de acordo com os objetivos das empresas e podem incluir avaliação de escrita, informática, conhecimento em inglês, raciocínio e lógica, entre outros. Há organizações que aplicam avaliações práticas utilizando atividades parecidas com as da rotina do cargo, para avaliar o desempenho dos candidatos nessas tarefas.

Entrevista presencial ou por videochamada

As primeiras fases do processo de recrutamento são destinadas a localizar os candidatos qualificados para a vaga em aberto. Feito isso, é a vez da entrevista: o momento em que os melhores profissionais serão ouvidos.

Esta é uma etapa da seleção indispensável, pois permite uma avaliação mais próxima e acurada sobre quem é o candidato, suas preferências, seu contexto de vida, objetivos, motivações e outras informações pertinentes antes de contratá-lo.

Recomendamos:
  A liderança como chave para a alta performance

Nessa etapa, muitos profissionais de Recursos Humanos solicitam a participação dos gestores, para que seja realizada uma entrevista mais eficaz.

 

Por que a automação é importante?

Agilidade

Com uma plataforma para recrutamento e seleção, você pode traçar o perfil do candidato ideal para o cargo ao inserir todas as suas informações essenciais quando projetar a arquitetura da função.

Depois de ter traçado esse perfil, de forma muito ágil, o sistema automaticamente seleciona os currículos que mais se adaptam, evitando que você tenha que selecioná-los manualmente a partir de todos aqueles dos recebidos em sua caixa de e-mail – e o número pode ser bem expressivo.

Triagem facilitada dos candidatos

Depois que o processo automatizado ajudou na triagem dos currículos, é necessário fazer a correlação comportamental. Da mesma maneira que citamos anteriormente, com um processo automatizado, não é necessário fazer entrevistas e nem uma série de dinâmicas para identificar se o candidato está ou não apto à vaga. Para isso, opte por plataformas que analisam o eixo comportamental baseado na Metodologia DISC.

Segurança de informações

Quando você investe em um sistema, há grande economia de tempo e dinheiro. Isso porque a ferramenta ajuda a evitar a perda dos seus melhores candidatos.

O software armazena todos os seus dados, impedindo que qualquer informação se perca com o tempo. Além disso, todos os processos são feitos de maneira restrita, ou seja, cada pessoa possui o seu login e senha, o que facilita o monitoramento e confiabilidade das informações.

Registros eletrônicos salvos

Utilizar a inteligência artificial para facilitar o trabalho é essencial. Não há necessidade de arquivar todos os currículos recebidos em uma gaveta e, tempos depois, ter que recorrer a eles para procurar informações.

Com os acessos automatizados, é muito mais fácil manter os registros eletronicamente. Dessa forma, nenhuma informação se perde com o passar dos anos.

Flexibilidade

Outra facilidade que o sistema disponibiliza é não ter que ligar para o candidato para agendar a entrevista. Ele pode verificar os horários disponíveis na plataforma e escolher o que mais se adequa aos seus compromissos.

Vantagem tanto para você, que economiza o tempo em que estaria montando essa agenda, quanto para o candidato, que pode se encaixar em um horário que o atenda melhor.

Rapidez no retorno

É possível dar um feedback para as pessoas que estão concorrendo à vaga, enviando-lhes uma notificação sobre a contratação. E, para os que foram dispensados, também pode ser enviado um retorno mais detalhado, informando os motivos pelos quais não foram chamados.

 

Outros pontos importantes nos processos de R&S

Defina o Cubo de Competências da função

No Recrutamento, é necessário definir o Cubo de Competências (comportamento, conhecimentos, e habilidades) do cargo, ou seja, os critérios essenciais aos quais uma pessoa deverá corresponder para ocupar a posição. Essas informações contribuem para a descrição do cargo em aberto e ajudam na triagem inicial dos currículos, eliminando os profissionais que não se enquadram em tais exigências.

Lembre-se de que é preciso contratar alguém com valores e objetivos que harmonizem com a organização. Somente assim, é possível garantir sua aderência à cultura da empresa.

Invista na marca empregadora

O trabalho deve começar muito antes que, de fato, haja a demanda por um novo colaborador. É preciso pensar na marca da empresa como empregadora, objetivando sua otimização para atrair e reter os melhores talentos, uma organização que inspire os profissionais e faça-os desejarem fazer parte dela.

É a chamada de Employer Branding. É possível começar criando uma página de carreiras, onde será possível contar a história da empresa, dos colaboradores e o propósito de atuação no mercado e na sociedade, mostrando seu propósito e sua relevância.

Saiba como alcançar o perfil profissional que deseja

Buscar profissionais qualificados no mercado de trabalho nem sempre é fácil. É preciso conhecer muito bem o público-alvo da vaga disponível e a melhor forma de alcançá-lo. Se o público é jovem, é interessante usar as redes sociais. Por outro lado, se a busca for por executivos mais experientes, é útil usar headhunters, sites nichos específicos de mercado ou sites pessoais.

Big Data e People Analytics

É possível investir em tecnologias ainda mais inovadoras, como Big Data e People Analytics, que permitem analisar e cruzar os dados dos candidatos com o perfil da vaga.

Com a estratégia de Big Data, por exemplo, é possível otimizar o recrutamento interno, pois os softwares conseguem levantar as informações que a empresa já tem sobre os seus colaboradores e avaliar se há perfis alinhados com o cargo disponível. Essa estratégia também pode ser aplicada em processos externos, a partir da utilização de dados de redes sociais e bancos de currículos.

O People Analytics complementa o Big Data, já que realiza a análise de dados voltada para a gestão de pessoas. O recurso também pode ser aplicado para avaliar fatores comportamentais e outras características dos profissionais, o que facilita a tomada de decisão durante o recrutamento.

 

Como a ETALENT pode te ajudar nos processos de R&S?

Reter colaboradores é muito mais econômico do que substituí-los. Com a adoção do fator comportamental, você irá diminuir não só os custos do processo de Recrutamento e Seleção (R&S), como também os custos de desligamento de profissionais.

O Etalent PRO é a plataforma de Gestão Comportamental da ETALENT, que utiliza a consagrada Metodologia DISC para otimizar a gestão de pessoas nas organizações.

Conheça o Etalent PRO e tenha uma visão 360º da organização e seus colaboradores, ampliando o potencial da área de Recursos Humanos.

Ficou com dúvidas? Quer saber mais sobre como a ETALENT pode te apoiar nos processos de Recrutamento e Seleção da sua empresa?

Fale com um consultor ETALENT

 

Compartilhe!